Bom dia FAMA 

Bebê é esfaqueado por mãe com depressão pós-parto em Cachoeiro
Publicado em 2016-07-17 09:54:59




 

Um bebê de apenas dois meses foi esfaqueado pela mãe, de 27 anos, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado. O caso aconteceu na manhã desta quarta-feira (13), no bairro Novo Parque, quando a mãe, em tratamento de depressão pós-parto, ficou sozinha com a criança. O bebê permanece internado em estado grave e a mulher está sob custódia, em hospital psiquiátrico.
O caso aconteceu por volta das 9h. Segundo a conselheira tutelar Ariana Soares Viana, a família contou que a mãe amamentava o bebê quando a avó saiu do quarto para pegar uma fralda. “Ela disse que foi muito rápido. Uma tia socorreu a criança e os avós; em estado de choque, levaram a mãe para o Capaac”, afirma.
O bebê foi socorrido por uma tia para o Hospital InfantilFrancisco de Assis (Hifa) e encaminhada diretamente para a Unidade deTratamento Intensivo (UTI). De acordo com a unidade foram sete horas de cirurgia. A equipe médica detectou perfurações em todas as partes do corpo, menos na cabeça. O bebê perdeu um dos rins e segue internado na UTI em estado gravíssimo.
Após esfaquear o menino, familiares relataram que a mãe também tentou tirar a própria vida, mas foi interceptada pela família. Nesta terça-feira (12), segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), a paciente deu entrada Centro de Atendimento Psiquiátrico Dr Aristides em Cachoeiro de Itapemirim (Capaac) pela primeira vez.
Na unidade, ela chegou a receber assistência, foi medicada, ficou em observação e, por ter apresentado quadro clínico estável e estar acompanhada pela família, recebeu alta hospitalar, com orientação de retornar caso houvesse qualquer intercorrência.
Na manhã, a família levou a paciente novamente à Unidade. Ela está recebendo assistência e o seu quadro é considerado estável. A mulher, segundo familiares, já fazia tratamento contra depressão, porém, seu quadro de saúde se agravou após a gravidez do primeiro filho. Casada recentemente, ela vivia sob os cuidados dos pais biológicos pois ainda se tratava da depressão pós-parto.
 
Polícia pede prisão e laudo de sanidade da mãe
 
Assim que bebê deu entrada da unidade hospitalar, a polícia e o Conselho Tutelar foram acionados. De acordo com a conselheira tutelar Ariana Soares, um relatório deve ser encaminhado ao Ministério Público Estadual, para definir com quem deve receber a aguarda da criança.
“O quadro de saúde da criança ainda é muito delicado. Vamos aguardar alta médica e esperar parecer do MP. Os pais da mãe e o pai já manifestaram o desejo de ficar com o bebê. Por oferecer risco, por seu quadro de saúde, não deve mais ficar com a mãe”, afirma.
O delegado de Plantão, Edson Lopes, pediu exame de sanidade mental para a mãe, mas iniciou processo de auto de prisão. “É uma situação muito triste, uma mãe que estaqueia uma criança de apenas 2 meses. Iniciamos a lavratura de auto de prisão em flagrante. Em princípio, a determinação médica é que de que ela fique internada, sob custódia policial”.
No prazo de 10 dias, o inquérito policial deve ser concluído. “Ela era responsável pela criança e a consequência dos atos incidem sobre ela mesma. Vamos comunicar à Justiça e pedir que seja submetida a exame de sanidade mental”, afirma o delegado.

Fonte: gazetaonline.com.br
 


<< Notícia anterior              Próxima notícia >>

 

 


Rádio FAMA noticias




Rádio FAMALEGRE FM 104,5
Rua Vila Machado, 117 - Centro - Alegre (ES)
Contatos: (28) 3552-1996 (comercial) / 3552-0836 (ouvinte)
© 2005-2013 - Todos os direitos reservados
www.fama104.com.br